Pular para o conteúdo
Início » Artigos » NR 35: o que prevê, qual sua importância e quais são os EPIS obrigatórios!

NR 35: o que prevê, qual sua importância e quais são os EPIS obrigatórios!

Compartilhe:

A Norma Regulamentadora 35 (NR 35) é uma diretriz fundamental para garantir a segurança dos trabalhadores em atividades realizadas em altura. Instituída pelo Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil, a NR 35 define as medidas de proteção que devem ser adotadas para prevenir acidentes e garantir a saúde dos trabalhadores. Atividades em altura apresentam riscos significativos, por isso, a norma é crucial para promover um ambiente de trabalho seguro e minimizar o número de acidentes relacionados.

A importância da NR 35 não pode ser subestimada, pois acidentes em altura podem resultar em lesões graves e fatais. Portanto, a norma estabelece requisitos para a gestão de segurança, a capacitação dos trabalhadores, o uso correto de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), além de procedimentos específicos de trabalho. A implementação correta dessas diretrizes é vital para salvar vidas e assegurar a integridade física dos trabalhadores.

O Que Prevê a NR 35

A NR 35 abrange uma série de aspectos que incluem desde o planejamento e a organização até a execução das atividades em altura. Entre os pontos principais, destacam-se:

Planejamento e Organização: O empregador deve organizar e planejar todas as atividades que envolvem trabalho em altura. Isso inclui avaliar riscos, definir os métodos de trabalho, e providenciar os recursos necessários para a execução segura das atividades.

Capacitação e Treinamento: Os trabalhadores devem receber treinamento adequado para execução das tarefas em altura. Isso inclui conhecimentos sobre os riscos envolvidos, a correta utilização dos EPIs, e os procedimentos de emergência.

Condições Meteorológicas: A NR 35 estabelece que as condições meteorológicas devem ser consideradas. Trabalhos em altura não devem ser realizados em condições adversas, como ventos fortes, chuvas intensas ou tempestades elétricas.

Análise de Risco: Antes de iniciar qualquer atividade em altura, é mandatório realizar uma análise de risco para identificar potenciais perigos e adotar medidas preventivas adequadas.

Equipamentos e Ferramentas: Toda ferramenta e equipamento utilizado em trabalhos em altura devem ser projetados e mantidos de acordo com normas técnicas específicas, garantindo a segurança do trabalhador.

Importância da NR 35

A principal importância da NR 35 reside na preservação da vida e saúde dos trabalhadores. A norma busca:

  1. Redução de Acidentes: Com a aplicação rigorosa da NR 35, o número de acidentes de trabalho em altura tende a diminuir significativamente.
  2. Conformidade Legal: Aderir à NR 35 evita que a empresa sofra sanções legais e multas aplicadas por órgãos fiscalizadores.
  3. Melhora na Produtividade: Ambientes de trabalho seguros propiciam maior produtividade e qualidade do trabalho.
  4. Valorização do Trabalhador: A implementação da NR 35 demonstra o comprometimento da empresa com a segurança e bem-estar dos seus colaboradores.

EPIs Obrigatórios Segundo a NR 35

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) são elementos essenciais para a segurança dos trabalhadores em altura. A NR 35 indica alguns EPIs obrigatórios que devem ser utilizados nessas atividades:

  1. Capacete com Jugular: Protege a cabeça contra impactos e quedas de objetos.
  2. Cinto de Segurança Tipo Paraquedista: Equipamento indispensável para proteção contra quedas.
  3. Talabarte de Segurança: Dispositivo usado em conjunto com o cinto de segurança para limitar a movimentação do trabalhador e evitar quedas.
  4. Cordas de Ancoragem: Utilizadas para assegurar que o trabalhador tenha um ponto de ancoragem seguro.
  5. Trava-Quedas: Equipamento que interrompe a queda do trabalhador em caso de um deslizamento.
  6. Calçados de Segurança: Protegem os pés contra lesões e escorregões.
  7. Luvas de Proteção: Protegem as mãos contra cortes, abrasões e outras lesões.

Lista Resumida de EPIs

  • Capacete com Jugular
  • Cinto de Segurança Tipo Paraquedista
  • Talabarte de Segurança
  • Cordas de Ancoragem
  • Trava-Quedas
  • Calçados de Segurança
  • Luvas de Proteção

Procedimentos de Trabalho em Altura

A NR 35 também determina alguns procedimentos específicos para a realização de trabalhos em altura. Esses procedimentos garantem que todas as atividades sejam realizadas de forma segura e eficiente:

  1. Planejamento dos Trabalhos: Todos os trabalhos em altura devem ser planejados antecipadamente, considerando os riscos e as medidas de controle necessárias.
  2. Supervisão Constante: É essencial que uma supervisão contínua seja mantida durante a execução das tarefas em altura.
  3. Manutenção de Equipamentos: Todos os equipamentos utilizados devem ser inspecionados regularmente para garantir seu funcionamento correto.
  4. Uso de Sistemas de Ancoragem Adequados: Os pontos de ancoragem devem ser escolhidos de acordo com normas técnicas para garantir a segurança.
  5. Procedimentos de Resgate: Planos de resgate devem estar estabelecidos para casos de emergência.

Tabela de Responsabilidades

Responsabilidade Descrição
Empregador Prover capacitação, equipamentos adequados, planejar as atividades.
Supervisor Fiscalizar a execução das atividades, garantir cumprimento dos procedimentos.
Trabalhador Participar da capacitação, utilizar os EPIs corretamente, seguir as normas.
Profissionais de Segurança Realizar análise de risco, promover treinamentos constantes.

Citação sobre a Importância da NR 35:

"A proteção do trabalhador em altura vai além da simples utilização de equipamentos; envolve um planejamento cuidadoso e um compromisso constante com a segurança."

Capacitação de Trabalhadores

Um dos pilares mais importantes da NR 35 é a capacitação dos trabalhadores. Uma boa formação é essencial para que os trabalhadores compreendam os riscos e saibam como agir em situações de emergência. As capacitações devem envolver:

  1. Treinamentos Teóricos e Práticos: Abordar tanto os aspectos teóricos quanto as práticas seguras de trabalho.
  2. Reciclagens Periódicas: Os treinamentos devem ser realizados periodicamente para garantir que os trabalhadores estejam sempre atualizados.
  3. Simulações de Emergência: Realizar simulações de resgate e primeiros socorros para assegurar que todos saibam o que fazer em caso de acidente.

Conclusão

Adotar a NR 35 em sua totalidade é um compromisso vital e obrigatório para qualquer empresa que realiza trabalhos em altura. A implementação correta das medidas previstas por essa norma não só garante a segurança dos trabalhadores, mas também traz benefícios em termos de produtividade e conformidade legal. É essencial que empregadores, supervisores e trabalhadores estejam alinhados quanto às responsabilidades e ao uso adequado dos EPIs, bem como à importância dos treinamentos e dos procedimentos de resgate. Dessa forma, é possível criar um ambiente de trabalho mais seguro e protegido para todos os envolvidos.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *